Responsive Ad Slot

Opera??o Gabarito na Para?ba prende suspeitos de fraudar concursos

Postado por Simone de Moraes

18/06/2012 10:04


Crédito: Reprodu??o G1-PB

Uma operação conjunta da Polícia Civil, Controladoria Geral da União e do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público na Paraíba prendeu nesta segunda (18) o proprietário da empresa Metta Concursos & Consultoria e três funcionários públicos da prefeitura de Caldas Brandão no Agreste paraibano, suspeitos de participar de um esquema de fraude em concursos públicos.

A Operação Gabarito foi deflagrada um dia depois das denúncias de fraudes em concursos públicos serem exibidas pelo programa Fantástico da TV Globo. De acordo com Otávio Paulo Neto, promotor e coordenador do Gaeco, além dos mandados de prisão, também foram cumpridos seis de busca e apreensão. Os funcionários da prefeitura de Caldas Brandão faziam parte da comissão de licitação do último concurso realizado na cidade, no dia 9 de dezembro de 2011.

André Rabello, delegado que coordenou a operação informou que foram apreendidos quase R$ 400 mil em cheques e dinheiro na casa do proprietário da empresa Metta e que a polícia conseguiu recuperar uma documentação que o suspeito teria tentado destruir e que dentre esses papéis, havia gabaritos assinados sem respostas. Para entrar, os policiais cortaram o cadeado, porque o suspeito não abriu a porta.

O prefeito da cidade de Caldas Brandão está viajando e não foi localizado para prestar depoimentos sobre a acusação de realizar um concurso de forma fraudulenta. O promotor Octávio Celso Gondim afirma que a prefeitura teria comprado vagas à empresa que realizava o concurso.

Os investigados vão responder pelos crimes de frustação do caráter competitivo, formação de quadrilha, falsidade ideológica e corrupção ativa e passiva. As penas dos crimes somadas chegam ao máximo de 21 anos de reclusão. As investigações devem continuar para descobrir se outros concursos foram realizados no estado de forma irregular e o concurso de Caldas Brandão deve ser anulado, segundo Gondim.

Clique aqui para assistir à reportagem veiculada no Fantástico.